Arquivo da categoria: Música

Doctor Who, a Música Clássica e o Rock’n’Roll, e variações [PQ Gostar de SCI-FI?]

Uma das brincadeiras mais manjadas da ficção científica, e que faz muito sentido, é a mudança de valor de elementos da nossa cultura vista do futuro… como assim? Esse ideia vem de perguntas como: Do que os habitantes de Viena no Séc 18 chamavam a música de Mozart? Clássica? Contemporânea?… [Clássico em sentido restrito seria produção artística do período homônimo.]

MTE1ODA0OTcxNzMyNjY1ODY5

Bem, ao menos popularmente, chamamos clássico aquilo que já está arraigado na nossa cultura, que existe há tanto tempo que o mundo não seria o mesmo se aquilo não existisse, algo tão antigo que parece fazer parte de “como o mundo funciona”, e para isso precisa de tempo, e muito desenho do Tom Jerry, para se “solidificar”, mas existem clássicos nesse conceito que, obviamente não é do período clássico, por exemplo, “O poderoso chefão” de F F Coppola, os filmes de C Chaplin e até séries como próprio Doctor Who, que mesmo sem saber que se tornaria um clássico, brincou com o termo 2 vezes:

The Chase

3ª Temporada (1965) – 1º Doutor

Nesse arco podemos ver Vicki (Uma companheira humana do doutor, nascida no século XXV), assistindo uma transmissão antiga de “Top of the pops!” em que os Beatles cantavam “Ticket to Ride”. Animada com a música ela comenta “Não Sabia que teria música clássica aqui”, o que deixa os professores Bárbara e Ian, do séc. XX embasbacados.

e46b3b4e965e8d597dbe3078ede7324956eb9694

Curiosidade: Essa cena que vemos era para se passar em 1996, e mostrando os Beatles mais velhos, mas o empresário deles à época vetou a ideia, permitindo apenas a retransmissão desse programa que já era da BBC. Outro fato curioso é que o único pedaço de filme que sobrou da transmissão desse programa com os Beatles, que não foi destruída pelo tempo, é a que está na série. Ironicamente, nós do futuro, se quisermos ver essa relíquia do passado só poderemos ver através da TARDIS. (Vídeo abaixo).

 

The End of the World

1ª Temporada (New Who – 2005) – 9º Doutor

 

Já em “O Fim do Mundo”, 5 bilhões de anos no futuro, durante a expansão do sol, podemos ver a última humana Cassandra O’Brian se gabando das relíquias terrestres que ela possui, aí a piada é dupla, ela pede para trazer uma Jukebox, anunciando que os historiadores afirmam ter o nome de Ipod e tocar músicas clássicas dos maiores compositores da humanidade. E começa a tocar “Tainted Love” da banda inglesa Soft Cell.

É cusioso notar como uma brincadeira aparentemente tão insignificante quanto essa nos faz perceber como somos pequenos diante da história e como nossas ideias sobre o passado podem estar erradas. Por isso Sci-Fi é interessante, nos leva a refletir até com suas piadas.

Anúncios

Filmes! Filmes por toda a parte!

Por toda a parte podemos ver referências a filmes, series, quadrinhos, músicas e até vídeos da internet.

cruisr-all-over-coverAll over é um single da banda norte americana CRUISR que brinca exatamente com essa capacidade que temos de ver referências a quase tudo que nos acontece, essa banda formada por Andy States (vocalista), Jonathan Van Dine (Baterista), Kyle Cook (Baixista) e Bruno Catrambone (Guitarrista) como bons indies que são tem um pézinho no cinema e quanto mais Cult melhor!

All Over

Eles então tiveram a brilhante ideia de fazer um clipe de animação mostrando cenas e personagens de grandes sucessos do cinema. São dúzias de referência uma seguida da outra mantendo uma intima relação entre a letra da música e a cena que está rolando. Sem dúvida é um “show de imagem e som”.

498535127_640

Taxi Driver, O silêncio dos inocentes, Star Wars, Batman Returns, Kill Bill, Cidadão Kane, Primeira noite de um homem, Psicose, O Iluminado, O exorcista, Exterminador do Futuro, Rocky… e por aí vai. Será que a gente consegue reconhecer todas as referências? Clica aí no Triângulo e confira.

Conheça a banda:

https://www.facebook.com/cruisrtheband
https://twitter.com/cruisr
http://instagram.com/cruisr
https://soundcloud.com/cruisr
http://cruisrtheband.com